Adeus, Super Ézio

Memórias dos anos 90

Jogos do Campeonato Carioca na Bandeirantes. Tempos de colégio. Rir dos bordões que o Januário de Oliveira falava na transmissão. Os mais marcantes? “Tá lá um corpo estendido no chão”, “o que é que só você viu, Eli Coimbra” (ou na versão Datena pré-policial vespertino) e “Super Ézio”.

Ídolo do Fluminense na década de 90, Super Ézio morre de câncer aos 45 anos

Salto temporal. Ézio no Galo. As lembranças o colocaram na categoria do Obina, a de  atacante contestado, mas especialista em duas coisas: fazer gol e se tornar ídolo. Um cara muito legal.

Clique no player e assista ao vídeo!
Reprodução/ESPN

Lembro de, aos 15 anos, fazer desenhos animados na beirada das páginas do livro de gramática (gigantesco, ele era o melhor pra cenas em detalhes). Não sei onde ela está, se guardada em alguma caixa, se foi vendida a um sebo, se já pertence a outra pessoa. Nem idéia.

Mas, onde quer que ela esteja, nos pés de suas páginas existem dois gols animados. Os dois desta partida:

Valeu, Super Ézio. Descanse em paz.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s